Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



FUGIR DO PROBLEMA

por falcao, em 13.03.12

O Presidente da República anda a desenvolver, com método e precisão, a arte de dar tiros nos pés.  O que se passou na semana passada é bom exemplo disso: no meio de um ambiente difícil, provocado pelas medidas de austeridade e pelo impacto dos aumentos de preços nas bolsas de todos,  Cavaco Silva mostrou mais uma vez uma grande inabilidade.


 


Depois de ter estragado a sua imagem com a fuga à escola António Arroio , os seus argutos estrategas políticos inventaram uma visita criativa ao Porto onde a única novidade foi o chapéu usado pelo Presidente da República. Os mesmos estrategas decidiram então lançar um pouco de areia nos olhos dos comentadores e deixaram cair a acusação de deslealdade a José Sócrates.


 


No meio das dificuldades vigentes, e da forma como foi feita, a acusação serviu apenas para encher de ar o peito dos apoiantes de Sócrates que não perderam tempo a responder. O “Correio da Manhã” relatou, com pormenores, como Sócrates esfregou as mãos de contente e a partir de Paris comandou as tropas indígenas para o contra-ataque.  Figuras extraordinárias como Ferro Rodrigues, José Lello e Silva Pereira esfregaram as mãos de contentes, atirando-se à função como gato a bofe. Até o desaparecido Manuel Alegre se sentiu compelido à defesa da honra socrática. Pelo meio juntaram no mesmo saco, como lhes convém, o Presidente e o Governo.~


 


Mais uma vez, correu mal a semana ao Presidente, ou como se costuma dizer – saíu-lhe o tiro pela culatra. Cavaco Silva mostrou apenas que para não agitar as águas e não arranjar problemas para a sua reeleição deixou Sócrates em roda livre. E ficou caladinho para não arriscar perder votos. Fugiu do problema – como também aconteceu na António Arroio. Este comportamento está a tornar-se num desagradável padrão.


 


(Publicado na edição de hoje do diário Metro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:36



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2003
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D