Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por falcao, em 28.05.06
PARAÍSO – Para os arquitectos a China está a transformar-se num país de sonho, com indíces de construção elevadíssimos e um número impressionante de grandes edifícios que irão estar prontos até aos Jogos Olímpicos de 2008. Vários grandes ateliers de arquitectura europeia confirmaram não poder aceitar mais encomendas da China nos próximos meses. As estatísticas mais recentes dizem que a China consome já 54,7 por cento da produção mundial de cimento e 36,1 por cento da produção mundial de aço.


CRISE – Face à diminuição de circulação da imprensa, que também existe nos Estados Unidos, a diferença está na organização: o princípio da resposta ao problema aparece no site do American Press Institute (www.americanpressinstitute.org) e no do projecto «Newspaper Next» (www.newspapernext.org), uma iniciativa daquele
Instituto que visa analisar as transformações nos jornais e revistas e
arranjar soluções para a crise. Há-de haver um relatório no fim do
ano, mas já lá estão intervenções e relatos de conferências que são
bem interessantes.

SURPRESA – Os espectadores norte-americanos que seguiam o episódio final da segunda série de «Lost» no dia 3 de Maio deram de repente com um spot publicitário da Fundação Hanso, com a indicação de um número gratuito para onde poderiam ligar e de um endereço (www.thehansofoundation.org). Na realidade esta Fundação é fictícia e faz parte de um eleborado esquema de um jogo construído em torno da série, «The Lost Experience». Quem telefonou ou visitou o site teve que seguir uma série de pistas deste jogo, que faz parte de uma nova forma de jogos on-line conhecida por ARG (Alternate Reality Games), na qual histórias fictícias são combinadas com elementos da vida real. Há enigmas para resolver e muita pesquisa para desenvolver numa rede de sites. Na realidade esta operação visa prolongar o interesse pela série, durante os meses de Verão em que ela não é exibida nos Estados Unidos.

POLÉMICA – O EMF (European Media Forum) distribuíu esta semana um relatório onde preconiza que a BBC deveria passar os serviços de rádio BBC 1 e BBC 2 para a iniciativa privada. Estes dois serviços emitem predominantemente música pop e rock e diversas formas de entretenimento radiofónico. O EMF argumenta que a presença da BBC neste sector, com investimentos altos e uma grande capacidade de promoção cruzada através de todos os seus canais de rádio e televisão, está a estrangular de facto o crescimento da rádio privada na Grã-Bretanha. Esta é uma polémica que começa a surgir em todos os países onde as emissões de serviço público abandonam a sua matriz complementar e procuram entrar na guerra de audiências. A BBC One e Two são as duas estações de rádio mais ouvidas no Reino Unido.

VER – Seis séculos de pintura europeia através das 95 obras da colecção Rau, exposta até Setembro no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa. Iniciada nos anos 60 pelo médico alemão Gustav Rau, a colecção inclui obras de Fra Angélico, El Greco e Canaletto e inclui um forte núcleo do século XIX e primeira metade do século XX, com obras de Monet, Degas, Bonnard e Morandi, entre outros.


NOVIDADE – A Galeria Graça Brandão chegou a Lisboa, depois de se ter afirmado no Porto como um dos locais que mais apostou em novos talentos nacionais. Em Lisboa a Galeria fica no Bairro Alto, Rua dos Caetanos 26. A exposição inaugural («Constelações Afectivas») fica exposta até 24 de Junho.


OUVIR – Para uma tarde de primavera os concertos para piano de Brahams, na interpretação de Nelson Freire, acompanhado pela Gewandhausorchester, dirigida por Riccardo Chailly. As gravações foram efectuadas em concertos ao vivo realizados em Novembro de 2005 e Fevereiro de 2006 em Gewandhaus, Leipzig. Estes dois concertos, considerados como expoentes da música romântica, têm uma interpretação de rara sensibilidade com o pianista brasileiro Nelson Freire, cuja técnica e virtuosismo se adaptam particularmente a estas obras de Brahams. CD duplo Decca, distribuído por Universal Music.

DEVORAR – Chegaram as cerejas, a fruta da Primavera. Este ano estão soberbas, redondas ou em forma de coração, rosadas ou de um vermelho carregado.

BACK TO BASICS – «Para recuperar a minha juventude faria tudo no mundo menos fazer exercício, levantar-me cedo ou ser respeitável» – Oscar Wilde

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2003
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D