Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por falcao, em 14.03.05
EXCESSO - O jornalista brasileiro Ricardo A. Setti publicou no site «Observatório da Imprensa», um artigo notável sobre a desproporção entre o noticiário político e a realidade, apropriadamente intitulado «Quem Aguenta Tanto Noticiário Político?». Com a devida vénia não resito a fazer a transcrição de dois parágrafos: «Tem cabimento esse massacrante espaço conferido à política num momento em que vários fenômenos – a globalização da economia, o desenvolvimento científico, os saltos da medicina, a generalização do uso da internet, as novidades tecnológicas, a questão ambiental, o acesso ao lazer, as novas tendências de comportamento, o redespertar das religiões, a atuação do terceiro setor – ampliam extraordinariamente a área de interesses das pessoas? Não será por problemas como esse que certos veículos, como os grandes jornais, perdem público continuamente, mais no Brasil do que em outros países? Os jornais, sobretudo, não estariam, por essas e outras, ficando distantes do interesse dos leitores? Não estariam ficando chatos demais?».

RECOMENDAÇÃO – O «Green Paper» sobre a BBC do Secretário da Cultura do Governo britânico merece ser lido e estudado por todos os que se interessam pelas questões relativas á rádio e televisão públicas, nomeadamente na parte tocante à organização e orgãos dirigentes da empresa, ao tipo de emissões que deve privilegiar e ao que deve ser a sua estratégia. O documento pode ser consultado no site criado para fomentar a sua discussão pública, um local aliás de referência para se ver o que pode ser a utilização de novas tecnologias para facilitar a participação dos cidadãos no processo de decisão política: http://www.bbccharterreview.org.uk/
RECORD - Os websites da BBC registaram sete milhões de utilizadores em Janeiro deste ano, o que significa um aumento de 70 por cento em relação a janeiro de 2004. Os utilizadores das estações preferiram a BBC Radio 1 e a BBC Radio 4 e ouviram 4,2 milhões de horas de programas. Estes são os melhores números de sempre obtidos pelas emissões da BBC na internet.

ESPIONAGEM - Se precisam de informações sobre um país, não hesitem em recorrer à CIA. É o que faço com regularidade quando preciso de saber informações detalhadas sobre população, estrutura demográfica, recursos naturais, relações intewnacionais. A resposta é simples e não é conspirativa: basta aceder ao «The World Factbook», o mais completo almanque on-line que conheço e que é elaborado pela CIA. Pode ser acedido em http://www.cia.gov/cia/publications/factbook/

PRÉMIO - Rem Koolhaas, o arquitecto da casa da Música no Porto, foi o vencedor do prémio «Wired» deste ano na categoria de arquitectura, pelo edifício da nova biblioteca pública de Seattle. Outros finalistas foram Santiago Calatrava e Frank Gehry, respectivamente pelos edifícios do World Trade Center PATH Terminal em Nova York e o Stata Center no MIT.

BACK TO BASICS – Não se volta a um lugar onde se foi feliz à procura de nova felicidade.

PARA OUVIR – Os blues de Robert Johnson por Eric Clapton , CD e DVD com 14 canções do grande mestre dos blues, interpretadas por Eric Clapton. Sessions for Robert J., edição Reprise Records.

PARA LER – «A Imprensa em Portugal, Transformações e Tendências», de Paulo Faustino, uma edição Media XXI que é um dos mais completos estudos sobre a evolução dos media em Portugal nos últimos anos, conjugando análises de audi~encias com receitas comerciais e com evoluções editoriais.

COMIDINHA – Bifes tradicionais e petiscos lusitanos num clássico lisboeta, a Tasca do João, Estrada do Lumiar 122, telefone 217 590 311.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:18



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2003
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D