Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CARTA ABERTA SOBRE O PATRIMÓNIO

por falcao, em 22.01.09

 


(Publicado no Meia Hora de 20 de Janeiro)

 

Senhor Engenheiro José Sócrates,

Gostava de lhe roubar uns curtos minutos para lhe pedir que, no meio de todas as obras públicas que vão ser feitas, haja uma parcela do dinheiro que se destine a recuperar o nosso Património nacional edificado. Eu acho que o Senhor, como tantos outros portugueses, deve ter ficado preocupado com as informações que dão notícia da progressiva degradação de vários monumentos, alguns de forma grave.

Se calhar, para além dos monumentos em dificuldades de conservação que vieram a lume, ainda há mais, fora dos mais conhecidos e classificados, mas de muito valor a nível local, que precisam igualmente de intervenção – eu recordo-me de, ao longo do último ano, ver notícias de vários pontos do país dando conta de que existiam problemas de conservação em muitos edifícios que pertencem ao Património nacional, que têm valor histórico, artístico, cultural, turístico – quer dizer, que à sua medida podem ser peças de alguma dinamização da economia local.

Como em tudo na vida isto é uma questão de opção: serão mesmo necessárias todas as auto-estradas, todas as vias rápidas? Se calhar o valor investido em meia dúzia de quilómetros de auto-estrada daria para fazer uma revolução na conservação e dinamização do nosso Património.

Peço-lhe, Senhor Engenheiro, para considerar esta possibilidade – se fizer esta opção o investimento dinamizador mantém-se, o emprego de mão de obra na conservação destes edifícios não será dispiciendo, poderá dar-se trabalho aos que estudaram restauro e por vezes têm dificuldade em aplicar o seu conhecimento, e no fim de tudo isto poderá, até, haver alguma criação de emprego a nível local para manter abertos a visitantes estes Monumentos.

Se as coisas forem bem pensadas, bem coordenadas e bem comunicadas – e o Senhor é um mestre nesta área – o efeito positivo junto dos cidadãos, a nível local e também nacional, será enorme. Todos gostamos de ver que o país conserva a sua História e sabe salvaguardar a sua memória.

Eu acredito que ainda pode estar a tempo de criar um plano de emergência para o Património, que garanta aproveitamento do investimento, que garanta trabalho e que tenha um efeito prático muito positivo. Surpreenda aqueles que acham que opta sempre pelas soluções mais fáceis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:43



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2003
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D