Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por falcao, em 13.08.06
PREVER – Um recente estudo da McKinsey prevê que a televisão, enquanto veículo catalisador de vendas através da publicidade, continuará a perder relevância de forma ainda mais acelerada nos próximos anos. O estudo, divulgado esta semana nos Estados Unidos, prevê que em 2010 a televisão terá um terço da eficácia que tinha em 1990. O estudo aponta para uma quebra de 23% na audiência dos blocos publicitários devida a mudança de canal, uma quebra de 9% proveniente do aumento de utilização simultânea de vários media e uma quebra de eficácia de 37% das mensagens publicitárias devido a saturação. Na última década, nos Estados Unidos, o investimento publicitário em prime time aumentou 40%, apesar de as respectivas audiências terem caído 50% - o que efectivamente quer dizer que os anunciantes têm vindo a pagar mais, aumentando bastante o custo por contacto – aliás o mesmo se tem vindo a passar na rádio e na imprensa.. Nos Estados Unidos os teenagers passam frente à TV menos de metade do tempo gasto por um adulto. Entre os 18 e os 26 anos o tempo dedicado a utilizações online já supera o consagrado à televisão. O resultado é evidente – no ano passado os investimentos publicitários na net atingiram 12,5 mil milhões de dólares, no final de 2007 devem atingir entre 18 a 25 mil milhões nos Estados Unidos, enquanto o mercado da televisão vale actualmente 68 mil milhões. O estudo sugere que seja desenvolvida um novo critério de análise, que não se basei exclusivamente no número de espectadores, mas que tenha em conta aspectos qualitativos, como a atenção prestada e a capacidade de retenção das mensagens.

INOVAR – Um estudo de mercado recente efectuado nos Estados Unidos mostrou que cerca de 30% das pessoas não tomam nada para aliviar as dores de cabeça, única e exclusivamente porque não dá jeito ir à procura de um copo de água para tomar o comprimido. Qual a solução para isto, interrogou-se o laboratório McNeil, responsável pelo Tylenol, um dos anlgésicos mais vendidos? Pois então o melhor será prescindir da água e introduzir no mercado um Tylenol pastilha elástica, que possa ser chupado e mastigado, em vez de ingerido com o auxílio de líquidos. O novo produto c hama-se Tylenol Go, terá o apoio de uma campanha de publicidade de 30 milhões de dólares no seu lançamento.

OUVIR – O ritmo é envolvente, a voz é arrebatadora, o ambiente criado é sedutor. No conjunto trata-se de uma das melhores surpresas musicais saídas de França nos últimos tempos. Dajla é filha de mãe francesa e de pai tunisino. O disco decorre entre os universos da spoken word, o jazz e os blues, com uma produção e execução a cargo de um hip-hopper, Benjamim Bouton , um multi-instrumentista talentoso que baseia boa parte dos arranjos na sonoridade inconfundível de um órgão Hammond. Dajla começou por tocar piano, andou a tocar baixo nalgumas bandas e terminou a explorar as enormes potencialidades da sua voz, que ora é tímida, ora se revela exuberante e sensual. Mão amiga deu-mo a ouvir, nada melhor para acompanhar uma noite de verão que há-de ficar gravada na memória… Dajla, «Soul Poetry», CD Undercover, disponível na FNAC.

VER – Eu sei que é um bocadinho longe, mas vale a pena pelo menos explorar a informação que está na NET. Trata-se de uma iniciativa única, que decorre em San José, Califórnia, no coração de Silicon Valley, «AboutZeroOne, Global Festival of Art on the Edge». 200 artistas de todo o mundo concentram-se ali durante sete dias neste verão, entre 7 e 13 de Agosto. A ideia é explorar a crescente interacção entre a arte e a cultura digital. Do programa constam exposições, filmes, performances, workshops , concertos e outras actividades. A iniciativa é apoiada em parte pela cidade de San José, mas maioritariamente pela iniciativa privada – e é fascinante ver a forma como tudo está planeado e organizado – na net, pelo menos. Uma das participantes, que descobri por acaso, é uma artista de origem portuguiesa, Beatriz da Costa, que se dedica a trabalhar formas de intervenção artística no cruzamento com a defesa do meio ambiente

COMER – Passar o mês de Agosto em Lisboa tem as suas vantagens - a cidade fica mais fácil. O ideal é encontrar um restaurante simpático, com bom ar condicionado, que tenha na ementa pratos frescos, bons para a época. Uma casa que se enquadra que nem uma luva nesta descrição é o Latino, nas Avenidas Novas. Sala espaçosa, bom serviço, muito boa cozinha – sem imaginações delirantes mas cuidada e baseada em boa matéria prima. Nesta altura do ano tem uns jaquinzinhos deliciosos, muito bem fritos, acompanhados de salada; se não gostar da ideia, deixe-se tentar por uns filetes de linguado acompanhados de salada russa; quer os filetes quer a salada estavam do melhor. A imperial é honesta, a carta de vinhos é boa, o preço é comedido. Latino, RuaLatino Coelho 18, Tel.213 141 897.

BACK TO BASICS – A melhor forma de prever o futuro, é inventá-lo (Alan Kay).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2003
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D