Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



DESCOBERTA - Uma equipa de investigadores químicos, especializados em pavimentos, vai entregar a António Costa um trunfo eleitoral, caso ele afinal decida recandidatar-se à Câmara de Lisboa: trata-se de uma fórmula especial de alcatrão, não solúvel, ao contrário daquele que tem sido utilizado na asfaltagem das ruas da capital. Com efeito depois das semanas de chuva verificadas recentemente constatou-se que em muitos locais se assistia a uma acelerada diluição do alcatrão e ao surgimento de crateras de diversas dimensões. Atenta ao interesse deste fenómeno em termos de atracção turística, a autarquia dedicou especial cuidado à criação de zonas de crateras na Avenida da Índia, já que é uma das artérias onde circulam mais turistas, no percurso ribeirinho para a Torre de Belém e Padrão dos Descobrimentos. Face ao interesse pelo percurso ziguezaguante a que alguns veículos são forçados pelas zonas onde o alcatrão se diluiu mais nas águas pluviais, o vereador das rotundas está já a estudar a adopção de percursos com obstáculos todo o ano, mesmo no verão. Os investigadores têm por isso receio que a sua descoberta possa ignorada pela Câmara de Lisboa, face ao interesse que esta tem manifestado na preservação - e alargamento - dos buracos no asfalto.

MANIFESTAÇÃO - Para assinalar a semana em que os vencimentos começaram a ser reduzidos graças aos novos descontos, o PS decidiu promover manifestações internas na sua sede nacional, no Largo do Rato, para assim poder exercer oposição construtiva sem prejudicar, através de outras formas de contestação, o esforço do executivo em aumentar as receitas fiscais. Esta coluna está em condições de assegurar que a intensa movimentação no Largo do Rato e arredores foi seguida minuto a minuto de Paris por uma nova aplicação de smartphones, um divertido jogo de estratégia intitulado “War of Socrates” que tem registado muitos  “downloads” nas semanas mais recentes.


T’VISÃO - Fontes próximas da Presidência do Conselho de Ministros consideram que deve ser criado um novo Grupo de Estudo do serviço público de televisão, que tenha por objectivo refazer o relatório entregue há cerca de um ano pelo grupo anterior - e que traçou o caminho que até aqui tem sido seguido pela tutela do caso da RTP. O êxito obtido nos objectivos definidos para a RTP graças a esse relatório é a principal causa apontada para a reactivação do Grupo de Estudo. No âmbito do processo de reestruturação em curso, esse Grupo contará agora com a colaboração de altos quadros da empresa, em substituição de elementos dissidentes que se distanciaram das linhas de orientação traçadas para esta área e que têm sido executadas ao milímetro.

EUROPA - Uma notícia inspiradora: nas próximas eleições europeias surgirá um partido transnacional, liderado por Gerard Depardieu, que tem por ponto único do seu programa a luta pelo fim da harmonização fiscal que, num intenso esforço de colaboração, os diversos Governos da Zona Euro têm conseguido implantar, ultrapassando as diferenças que durante tantos anos levaram à mudança de residência e de sedes de empresas de um Estado para outro em busca do desconto perfeito.


SEMANADA - Um fonte da direcção do PS afirmou à imprensa esperar “que António Costa deixe de ser anjinho”; “O mais escurinho”, eis como o líder da CGTP, Arménio Carlos, se referiu-se ao etíope Abebe Selassie, representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) na troika; as marcas próprias já valem um terço das vendas nos supermercados; as Finanças fizeram penhoras a mais de 471 mil salários em 2012, ou seja cerca de oito dezenas de penhoras por dia; as universidades privadas perderam 30% dos alunos na última década; mais de 40 funcionárias que efectuam limpezas na PSP do Porto estão com os salários em atraso; o eucalipto passou a ser a principal espécie florestal portuguesa; no primeiro mês do ano fecharam 62 salas de cinema em todo o país; a RTP foi autorizada a contrair uma dívida de 42 milhões de euros para financiar a sua reestruturação.

ARCO DA VELHA - Um video colocado no You Tube mostra um soldado da GNR a pontapear um porco, depois do despiste de um veículo pesado que transportava estes animais. A GNR anunciou que procura identificar o referido agente.

NAVEGAR  - Se gostam do trabalho de ilustradores, se o trabalho gráfico é alguma coisa que desperta a vossa atenção, não deixem de visitar regularmente o blogue “Almanaque Silva”, da responsabilidade de Jorge Silva, um dos nomes de referência no design gráfico português contemporâneo. Mas este blogue não é um catálogo das suas obras, antes um espelho do interesse de Jorge Silva pela história da ilustração portuguesa, um trabalho feito com afinco e persistência, com dedicação e muita paciência. Desde as colecções de ilustrações coleccionáveis dos jornais diários dos anos 60 até às ilustrações de livros infantis, tudo é mostrado e enquadrado, com as respectivas histórias bem contadas. Uma permanente descoberta fascinante que pode ser seguida em http://almanaquesilva.wordpress.com .

OUVIR- “Indio de Apartamento” é o nome do novo disco de Vinicius Cantuária, editado no final do ano passado. Cantor, compositor, guitarrista e percussionista, Vinicius Cantuária tem tido uma carreira fora dos focos da popularidade de outros músicos, bem menores que ele. De facto, Cantuária, é um talento raro - nas canções que faz, na forma de compôr, na simplicidade das suas letras, no minucioso trabalho de arranjos da secção ritmica. Ao longo da sua carreira já passou pelo rock, mas agora vive num território entre o jazz e a bossa nova, com um toque nova-iorquino. No disco colaboram nomes como Ryuichi Sakamoto, Norah Jones, Bill Frisell, Jesse Harris e Mário Laginha, entre outros. São dez temas originais de Vinicius Cantuária, uma rara colecção de belíssimas canções, envolventes como “Moça Feia”, “Humanos”, “Quem Sou Eu”, ou “Pé na Estrada”, e arrebatadoras como “Indio de Apartamento” ou “This Time”. Para mim este é o mais interessante dos últimos discos de Vinicius Cantuária, (CD Naive, no iTunes).

FOLHEAR - A primeira edição da “Monocle” em 2013 parece dedicada a Portugal - mas na realidade aplica-se que nem uma luva aos países que atravessam crises e é um bom manual de ideias para as pessoas que no meio deste ciclo depressivo procuram saídas, soluções ou uma ideia para mudarem de vida. O talento especial de Tyler Brulé é o de conseguir estar sempre um pouco à frente do que as pessoas procuram, sugerindo caminhos, arriscando ideias que podem parecer impossíveis ou utópicas mas que lá vão funcionado.  “Looking For Lands Of Opportunity - The How To Generation” são os títulos chave que marcam esta edição, onde se fala do que se pode fazer numa eleição local , na recuperação de uma marca, em muitos negócios - da edição ao cinema, passando por galerias. E um dos exemplos de criatividade é a cadeia de lojas “A Vida Portuguesa”. Os casos de sucesso relatados vêm acompanhados por um curto texto e por dicas que deram êxito à concretização de cada ideia. Mais uma edição a guardar.

PROVAR - Esta semana provei o meu primeiro sável frito do ano. Fatias muito fininhas, como devem ser, fritura no ponto, sem gordura a mais, estaladiça. A acompanhar, uma açorda no ponto, bem temperada. Sável frito é dos melhores petiscos que me podem oferecer nesta altura do ano e nem sempre ele está tão perfeito no corte e na fritura como neste caso. Por falar em época do ano, já chegou a lampreia, que costuma andar de braço dado com o sável nas ementas sazonais. A acompanhar o sável, veio um belíssimo branco Burmester. Tudo isto se passou num dos restaurantes emblemáticos da linha - Os Arcos, na sala virada para o mar, com um serviço atento e eficaz. O restaurante fica localizado na Rua Costa Pinto nº 43, em Paço de Arcos, e o telefone é o 214 433 374.

GOSTO - “Sem reforma do sistema político vejo com cepticismo uma reforma da Admistração Pública” - Campos e Cunha

NÂO GOSTO - Falha na Lei impede multas a autocarros sem cintos de segurança para passageiros

BACK TO BASICS - Os partidos políticos destinam-se a dar uma aparência sólida a uma ventania de palavras - George Orwell


(Publicado no Jornal de negócios de dia 1 de Fevereiro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:21



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2003
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D