Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



IMG_2613.JPG

HALLOWEEN NO PARLAMENTO - Segundo a Wikipedia o Halloween, que se celebra na noite de 31 de Outubro para 1 de Novembro, caracteriza-se pela realização de festas onde se utilizam máscaras e fantasias, lanternas feitas a partir de cascas de abóbora, e onde decorrem assombramentos vários, relatos de histórias assustadoras e exibição de filmes de terror. Dia das bruxas, como também é chamado por vezes, o halloween é uma tradição que tem pouco a ver com Portugal mas que nos últimos anos aterrou nas montras e um pouco por todo o lado, mesmo nos locais mais sérios. Até o Parlamento escolheu estes dias para o encerramento do debate do Orçamento de Estado de 2019 e sua votação na generalidade - o que dá um significado inteiramente novo à junção de assombramentos com a utilização de máscaras. Este ano a rainha das bruxas foi papel que calhou ao Ministro Centeno, permanentemente a voar sobre o hemiciclo na sua vassoura voadora que usa para as andanças europeias, esbanjando promessas, auto-elogios e fazendo números de ilusionismo como o da diferença de 590 milhões de euros entre a versão do OE entregue dia 15 de Outubro em Lisboa e outra, no dia 16 de outubro, entregue em Bruxelas. Centeno quer outros vôos mais altos, o seu testamento político está no Orçamento que nos deixa - o único problema é que ninguém verdadeiramente sabe o que dali vai sair quando a realidade acabar com a fantasia.

 

SEMANADA - 32 mil brasileiros adquiriram nacionalidade portuguesa no ano passado e este ano já foram aprovados mais 23 mil pedidos;  o Governo decidiu suspender há dois meses a divulgação das subvenções vitalícias dos políticos sem pedir parecer a ninguém; a altura dos autocarros movidos a gás da STCP, encomendados no ano passado, não os deixa passar por baixo de alguns viadutos da área do Grande Porto, afectando cinco carreiras; a despesa da saúde em Portugal está 30% abaixo da média europeia em termos de PIB; o aumento da despesa pública em medicamentos nos últimos três anos rondou os 500 milhões de euros; o acesso dos doentes a medicamentos inovadores em Portugal pode demorar até 38 meses; a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) critica o processo de informatização que provoca  falhas diárias nos centros de saúde e nos hospitais e que põe em causa a relação médico-doente; Marcelo Rebelo de Sousa responsabilizou a decisão do Governo de reduzir o horário semanal de trabalho das 40 para as 35 horas pelo acréscimo de 70 mil euros em horas extraordinárias registado nas contas da Presidência da República em 2017; segundo o INE o preço por metro quadrado de um alojamento familiar em Portugal é de 969 euros, no Porto é de 1460 euros e em Lisboa é de 2753 euros; um estudo europeu indica que três quartos dos portugueses temem falat de rendimentos na velhice;

 

BELEZA ORÇAMENTAL -  A deputada Isabel Moreira foi fotografada pela agência Reuters a pintar as unhas no plenário da Assembleia da República durante o debate sobre o Orçamento de Estado para 2019.

 

Livre Trânsito.jpg

BARRIGA INCHADA? - A nutricionista Cláudia Cunha tem mais um livro que aborda os problemas sentidos por quem tem frequentemente barriga inchada, cólicas, gases, obstipação e más digestões. Com o título “Livre Trânsito”, o livro é um guia de boa alimentação baseado num regime alimentar baixo em FODMAP, tema que estudou no King’s College, de Londres. Como a autora refere na introdução a dieta baixa em FODMAP baseia-se nos alimentos que podem provocar determinados sintomas, todos eles relacionados com desconforto no sistema digestivo e em particular no intestino. O nome FODMAP vem da conjugação das iniciais de  Fermentáveis, Oligossacáridos, Dissacáridos, Monossacáridos e Polióis. Os oligossacáridos, dissacáridos e monossacáridos são hidratos de carbono constituídos por moléculas de açúcar e os polióis são moléculas de açúcar com uma cadeia de álcool. Todos são fermentados pelas bactérias da flora intestinal, contribuindo nomeadamente para a formação de gases. Esta dieta baixa em FODMAP permite identificar os alimentos que podem ser prejudiciais para o intestino e perceber aqueles que são mais favoráveis para cada pessoa. O livro aborda as principais patologias intestinais, tem conselhos práticos sobre a dieta baixa em FODMAP, o processo de reintrodução de alimentos, os respectivos planos de dieta e uma série de receitas. Claúdia Cunha editara em 2016 o livro “Doce veneno - Plano de 21 dias para se livrar do açúcar de uma vez por todas”. Este novo “Livre Trânsito - O Regime Alimentar Baixo em FODMAP” é editado pela Esfera dos Livros.

IMG_2611.jpg

O CINEMA IDEAL MOSTRA FOTOGRAFIA - O Cinema Ideal existe graças à determinação da Casa da Imprensa, dona do espaço, em manter ali uma sala de cinema. Agora a Casa da Imprensa e o Cinema Ideal associam-se numa mostra de filmes a realizar anualmente onde os temas relacionados com a imprensa estarão em destaque. Nesta primeira edição o mote é a fotografia, com um conjunto de 6 filmes sobre fotógrafos e a antestreia de um filme que adapta um livro de um dos grandes repórteres de guerra do nosso tempo, “Mais um Dia de Vida” de Ryszard Kapuscinski. Ao longo de uma semana, de 1 a 7 de Novembro, com duas sessões diárias às 15:45 e 19:15, podem ser vistos  filmes sobre Robert Frank, Gérard Castello-Lopes, Robert Mapplethorpe, Robert Doisneau, Vivian Maier e Sebastião Salgado. Os bilhetes têm o preço único de 3 € e os filmes sobre os fotógrafos serão lançados em DVD (ao preço de 5€) e e disponíveis nos videoclubes das plataformas de televisão e na Filmin. São estes os filmes: “Mapplethorpe – Vejam as Imagens”, de Fenton Bailey e Randy Barbato; “Robert Frank, Não Pestanejes”, de Laura Israel; “Robert Doisneau, o Rebelde do Maravilhoso”, de Clémentine Deroudille; “À Procura de Vivian Maier”, de John Maloof e Charlie Siskel;  “Olhar / Ver – Gérard, Fotógrafo”, de Fernando Lopes; e “O Sal da Terra – Uma viagem com Sebastião Salgado” de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado.

image.png

EXIBICIONISMO OU INTIMISMO? - O novo disco de Annie Clark, aliás St.Vincent, é um exercício de disfarce e sedução. Vamos por partes: há cerca de um ano St. Vincent lançou Masseduction, um disco duro e cru, maquilhado de latex e carregado de insinuações sexuais, onde ela ensaiava contar pequenas mas vigorosas histórias de atracção,  envolvimento, ruptura - muito dele certamente autobiográfico após uma relação tempestuosa com a modelo Carla Delevigne. Um ano depois Annie Clarke fechou-se durante dois dias num estúdio em Nova Iorque para gravar novas versões desse álbum de 2017, mas em vez do som incisivo da banda com que trabalhou, agora usa apenas piano e por vezes guitarra acústica. Refez completamente, do ponto de vista vocal e musical, 12 dos 13 temas originais (só falta o pequeno interlúdio de “Dancing With A Ghost” que aqui se incorpora logo na faixa escolhida para abertura no novo alinhamento, “Slow Disco”. O nome escolhido para esta versão acústica é toda uma proclamação - em vez do ambíguo e provocante Masseduction, agora o conjunto destas revisitadas canções leva o título de MassEducation, como se o propósito fosse mostrar o primado da suavidade, do romance e da saudade. Continua a ser um disco pop, mas onde as palavras se tornam muito mais fortes, onde o dramatismo vocal se destaca e onde o intimismo se sobrepõe ao exibicionismo anterior. Toda uma conversão - ou como as versões acústicas são um passaporte sem destino anunciado. No Spotify.

 

SALSA RENOVADO - José Duarte começou as suas lides de restauração na Tia Matilde, há umas dezenas de anos. Cedo se interessou pela cozinha tradicional portuguesa, sobretudo pela Alentejana, foi trabalhando em diversos restaurantes conhecidos e ao mesmo tempo frequentou a Escola de Hotelaria de Lisboa. Em Agosto de 2005 abriu em Alvalade o Salsa & Coentros, na época com Belmiro de Jesus na cozinha. O restaurante rapidamente ganhou nome e merecida fama baseado num conceito: qualidade, serviço e preço honesto. 13 anos depois, no final deste verão, José Duarte resolveu refrescar a casa: foram-se as cores mais escuras, as paredes ganharam luz, as janelas ganharam vida e resguardo do exterior. A casa ficou mais alegre e ao mesmo tempo ganhou intimidade. Felizmente as mudanças são só de decoração, a qualidade da cozinha mantém-se, assim como um sensato equilíbrio de preços. A escolha de vinhos é cuidada e há sempre um vinho recomendado, que vale a pena experimentar. A casa fez fama com as suas entradas (as favinhas de coentrada, as empadas de galinha, os pimentos com coentros, a paiola de porco preto, o queijo de cabra de leite fervido), com petiscos como ovos mexidos com túbaras, ou coisas ainda mais sérias como a vitela Salsa & Coentros, o arroz de perdiz, o bacalhau confitado. Para além de doces conventuais, há sobremesas de época como é o caso, agora, do marmelo cozido. A nova decoração ajuda ao conforto da casa e ainda bem que a qualidade se manteve. Rua Coronel Marques Leitão, 12 (junto aos Bombeiros e Mercado de Alvalade), telefone 218410990, encerra aos Domingos.

 

DIXIT - “Aquilo a que estamos a assistir no Brasil é à dificuldade que há em pôr termo a um longo regime convencido de possuir a verdade, como é o caso do PT, e identificar as forças capazes de o substituir.” - Manuel Villaverde Cabral

 

BOLSA DE VALORES - Até 16 de Novembro pode ver a exposição “What Do They Feel?” do norte-americano Matt Mullican na Cristina Guerra Contemporary Art (Rua de Santo António à Estrela 33), com 16 obras, a maioria de grandes dimensões, com preços que vão dos 25.300€ a 80.500€. Duas delas estão reservadas. Obras de Mullican estão presentes em várias grandes colecções internacionais de arte contemporânea.

 

BACK TO BASICS - “O verdadeiro prazer está na descoberta e não no conhecimento” - Isaac Asimov

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2003
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D